27.3 C
Imperatriz
domingo, maio 26, 2024
spot_img
InícioEstadoIrmãos de 4 e 6 anos de idade morrem afogados após canoa...

Irmãos de 4 e 6 anos de idade morrem afogados após canoa virar no MA

Duas crianças da mesma família, de 6 e 4 anos de idade, morreram afogadas após a canoa em que estavam virar, no município de Turilândia, distante 157,3 km de São Luís. De acordo com o Corpo de Bombeiros, as vítimas eram irmãos.

Na embarcação também estavam os pais das vítimas e mais um bebê, que também caiu na água. Os pais entraram na água para salvar os filhos, mas só conseguiram resgatar o bebê, os outros dois meninos desapareceram no rio.

Os corpos dos irmãos foram encontrados por pescadores. As vítimas foram identificadas como Pedro Henrique Soares, de 6 anos, e Luís Arthur, de 4 anos. O bebê foi encaminhado para o hospital da região e está fora de perigo.

OUTRO AFOGAMENTO DURANTE O FIM DE SEMANA

Um outro caso de afogamento foi registrado neste fim de semana no Maranhão. No sábado (20), em Presidente Sarney, distante 149 km de São Luís, um homem, identificado como Júnior Cesar Costa, morreu afogado após fazer uso de bebida alcoólica e ir nadar.

De acordo com testemunhas, o homem desapareceu nas águas após mergulhar. O Corpo de Bombeiros, iniciou as buscas por volta das 5h30 do sábado. Após muitas tentativas de mergulho e buscas pelas margens do rio, o corpo foi encontrado há 100 metros do local do afogamento.

PREVENÇÃO DE AFOGAMENTO

  1. Nunca nade sozinho: Sempre nade com um parceiro, mesmo que você seja um nadador experiente. Ter alguém por perto pode ser vital em caso de emergência.
  2. Supervisão adequada: Nunca deixe crianças desacompanhadas perto de piscinas, praias, rios ou qualquer corpo d’água. Mantenha uma supervisão constante e atenta, especialmente em áreas onde crianças pequenas estão presentes.
  3. Conheça os riscos: Esteja ciente dos riscos específicos do local onde está nadando, como correntezas, rochas submersas, profundidade variável e áreas não vigiadas.
  4. Use coletes salva-vidas: Ao participar de atividades aquáticas, como navegação, esqui aquático ou caiaque, use sempre coletes salva-vidas, mesmo que saiba nadar.
  5. Evite álcool e drogas: O consumo de álcool e drogas pode comprometer o julgamento e as habilidades motoras, aumentando significativamente o risco de afogamento. Evite-os ao nadar ou participar de atividades aquáticas.
  6. Esteja preparado para emergências: Aprenda técnicas de primeiros socorros e ressuscitação cardiopulmonar (RCP). Tenha um telefone celular à mão para chamar ajuda rapidamente em caso de emergência.
  7. Sinalização de segurança: Em piscinas, instale cercas ao redor da área da piscina, com portões que se fechem automaticamente e trancas de segurança. Certifique-se de que os sinais de aviso estejam visíveis e sejam compreendidos por todos os usuários da área aquática.
Valéria Cristina
Valéria Cristina
Jornalista - Graduada no curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online e Mais Maranhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp