Início Educação Pais de alunos de creche denunciam que os filhos estão tendo aulas...

Pais de alunos de creche denunciam que os filhos estão tendo aulas prejudicadas devido falta d’água

0
76
Pais de alunos de creche denunciam que os filhos estão tendo aulas prejudicadas devido falta d'água
Pais de alunos de creche denunciam que os filhos estão tendo aulas prejudicadas devido falta d'água

Pais de alunos da Creche Municipal Jair Rosignoli, no bairro Santa Rita, denunciam que os filhos estão tendo as aulas prejudicadas por causa da falta d’água na escola,  eles estão sendo liberados mais cedo. Segundo eles, a direção da escola informou que o problema é por causa da bomba de água que está queimada.

A mãe de um aluno relatou ao Imperatriz Online que o problema com a bomba é antigo e que ela já queimou outras vezes. Além disso, as professoras da escola estão tendo que estocar água para poder cuidar das crianças. A comunidade cobra uma ação definitiva em relação ao problema. Um pedido de nota foi encaminhado ao município.

Outros problemas de falta d’água

Moradores do bairro Parque das Palmeiras II, denunciam que estão há mais de dois meses sofrendo com a falta d’água constante no bairro. De acordo com eles, a água falta durante a manhã e só volta no final da tarde. Eles afirmam que não conseguem fazer tarefas do dia a dia como cozinhar e lavar louças por causa do problema.

Os moradores cobram explicação e a solução da falha no abastecimento. Os moradores também relatam que estão tendo que estocar a água para poder conseguir realizar as atividades do dia a dia.  O Imperatriz Online encaminhou o caso para a CAEMA e aguarda resposta.

As reclamações sobre a falta de água não se limitam apenas ao bairro Parque das Palmeiras II. Na manhã de ontem (10), o  Imperatriz Online recebeu a denúncia de moradores da Avenida Pinheiros, no bairro Parque do Bosque. De acordo com os moradores, a região está sem água desde o último sábado (06).

Ainda segundo os moradores, esse é um problema frequente no bairro, eles cobram da Caema a normalização do abastecimento. A situação foi encaminhada para a Caema, mas nenhuma resposta foi dada até o momento.

Outro bairro também que está sofrendo com a falta d’água, é o bairro Imigrantes, os moradores da Rua João Paulo reclamam da falta no abastecimento constante no bairro que ocorre há mais de oito meses e nos últimos cinco dias o abastecimento parou de vez e não retornou em nenhum momento. 

Os moradores do bairro, cobram uma explicação e uma solução definitiva em relação ao problema da falta de água. Um pedido de nota também foi encaminhado para a Caema, mas nenhuma resposta foi dada. 

Mais reclamações também vem do Bairro Parque da Independência, na Rua B, em que um cano de água estourado está desperdiçando água limpa na região. De acordo com os moradores, o cano já quebrou diversas vezes e já foi consertado por eles mesmos. Além disso, por causa da água vazando a situação da rua fica precária com buracos e lama.  

Os moradores cobram da Caema um conserto definitivo para que o vazamento pare. Eles relatam que o problema já foi notificado para a Companhia de água mas nada foi feito. A reclamação foi encaminhada para a Caema. 

Outros problemas relacionados à educação

Os estudantes do Centro de Ensino União, localizado no bairro Parque Amazonas, estão denunciando a falta de infraestrutura e de limpeza nos filtros dos bebedouros da escola. Segundo eles, as paredes de várias salas de aula estão cobertas de mofo e os bebedouros estão com lodo devido à falta de manutenção nos filtros.

Os estudantes relatam que esses problemas são antigos na escola e cobram uma ação por parte do poder público. Alguns estudantes, também relataram que estão tendo que levar água de casa e quando a as garrafas de água deles secam, alguns ficam sem beber água, pois eles tem medo de tomar a água suja do bebedouro. O Imperatriz Online encaminhou o caso para o Governo do Estado e aguarda resposta. 

As denúncias e cobranças também acontecem em outras instituições de ensino de responsabilidade do Governo do Estado. Alunos do Centro de Ensino Dorgival Pinheiro de Sousa, localizado na Rua Simplício Moreira, no Centro de Imperatriz, estão denunciando as péssimas condições da quadra esportiva da escola. Segundo eles, não há educação física nem outro esporte no local desde 2018, porque a quadra está em estado de abandono, com mato e lama por toda parte.

Os alunos cobram melhorias para a situação, como forma de garantir mais qualidade de formação dentro do Centro de Ensino.

O Imperatriz Online encaminhou os dois  casos à Secretaria de Estado da Comunicação (SECOM) cobrando um posicionamento e aguarda respostas.

Além disso, estudantes da Uemasul cobram a conclusão das obras de construção do restaurante universitário do campus localizado no Centro, em Imperatriz. Segundo eles, a obra teve início no primeiro semestre de 2023, mas está paralisada há quase nove meses.

A comunidade acadêmica pede uma resposta sobre o motivo da paralisação e um prazo para a entrega do restaurante. “Faz quase nove meses que as obras começaram e não foram concluídas, porque o governo não retomou as obras. Os alunos e todos querem uma resposta”, disse um estudante.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

× WhatsApp