25 C
Imperatriz
segunda-feira, maio 27, 2024
spot_img
InícioAssinanteTrecho da MA-119 é interditado após asfalto ceder

Trecho da MA-119 é interditado após asfalto ceder

Um trecho da MA-119 cedeu na manhã desta segunda-feira (08), entre os municípios de Altamira e Santa Luzia, impossibilitando o trânsito na região.

Moradores improvisaram uma sinalização para alertar os condutores sobre as más condições da estrada, que corre o risco de cortar.

Nós cobramos um posicionamento do Estado sobre a situação da estrada.

MAIS INTERDIÇÃO

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte informou, neste domingo (07), que o trânsito no km 598 da BR-222, entre Bom Jesus das Selvas e Açailândia, continua fluindo em sistema de ‘’pare’’ e ‘’siga’’. Porém, a interdição continua no km 364,6, entre Santa Luzia e Santa Inês Por lá o tráfego está fluindo por uma via próxima da BR.

Uma ponte móvel está sendo mobilizada para o local, por meio de uma parceria do DNIT com o Exército. A previsão é de que o trânsito na região seja normalizado dentro de 15 dias.

A orientação é de que até lá, os motoristas utilizem a BR-316 como rota alternativa até Peritoró e depois sigam pela BR-135/MA até Presidente Dutra. De lá, os condutores podem seguir pela BR-226/MA até Porto Franco e acessar a BR-010/MA.

FORTES CHUVAS

As fortes chuvas que atingem parte do Maranhão desde fevereiro, tem provocado inúmeros transtornos em rodovias e em várias cidades maranhenses. Isso resultou no aumento para 15 do número de municípios em situação de emergência. De acordo com a Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil, os mais recentes a entrarem para a lista foram Cantanhede, situado a 163 km de São Luís, e Palmeirândia, a 106 km da capital.

Além disso, os outros municípios são Formosa da Serra Negra, São Roberto, São João do Sóter, Tuntum, Monção, Pindaré-Mirim, Conceição do Lago Açu, Lago da Pedra, Lagoa Grande do Maranhão, Carutapera, Governador Nunes Freire, Boa Vista do Gurupi e Trizidela do Vale, que já haviam decretado situação de emergência.

Os estragos provocados pelas chuvas já resultaram no deslocamento de 660 famílias, que se encontram desabrigadas, e outras 1.663 famílias desalojadas, conforme dados fornecidos pela Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil.

Juliana Santana
Juliana Santana
Comunicóloga e Jornalista pela Universidade Federal do Maranhão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp