Início Saúde Família de idoso internado no Socorrão cobra exames com urgência; paciente deu...

Família de idoso internado no Socorrão cobra exames com urgência; paciente deu entrada vomitando sangue

0
65
Família de idoso internado no Socorrão cobra exames com urgência; paciente deu entrada vomitando sangue
Família de idoso internado no Socorrão cobra exames com urgência; paciente deu entrada vomitando sangue

Familiares de um paciente, de 86 anos, que está internado no Socorrão de Imperatriz, cobram a transferência do idoso para o Macrorregional com urgência, para a realização de exames. 

Segundo a família, o idoso deu entrada no hospital ontem (20), vomitando sangue e a família foi informada pelos médicos que ele precisa passar pelos exames de endoscopia e colonoscopia, mas os exames não estão sendo realizados no Socorrão pois o que foi relatado a família é que os aparelhos estão quebrados. Neste domingo (21), ele foi entubado e agora, também precisa de um leito de UTI.

Os familiares informaram ao Imperatriz Online, que haviam conseguido um leito para paciente fazer os exames no Macrorregional, em Imperatriz, mas os médicos do Socorrão não autorizaram o encaminhamento dele, e  pediram para que a família aguardasse até amanhã (22). Os exames precisam ser feitos para descobrir o motivo do sangramento.

Por causa do quadro clínico e da idade, a família teme a piora do paciente devido à demora. O Imperatriz Online encaminhou o caso para o município e aguarda uma resposta em relação à denúncia. 

Outras reclamações em relação ao Socorrão de Imperatriz:

Médicos do Hospital Municipal de Imperatriz denunciam que estão há dias sem papel e devido a isso, eles não conseguem escrever receituário, solicitar exames, fazer prescrições médicas e realizar a internação dos pacientes. Segundo os médicos, foi informado que o problema se deve à falta de repasses do município para a gráfica responsável pelo fornecimento.

Ainda segundo os médicos, foi comunicado que não há previsão de quando os papéis irão chegar e que no setor de urgência só tem material para fazer cinco receitas. 

De acordo com os médicos, não têm nem mesmo papel A4 e que muitas vezes eles estavam tendo que xerocar as receitas para poder encaminhar para os pacientes do hospital. Alguns deles relatam que estão tendo que usar o verso de algumas receitas para poder prescrever os medicamentos. 

O Imperatriz Online solicitou um posicionamento do município, mas até agora nenhuma resposta em relação às denúncias foi dada. 

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

× WhatsApp