33 C
Imperatriz
sábado, maio 18, 2024
spot_img
InícioEstadoMerenda é guardada em armários enferrujados junto com materiais de limpeza em...

Merenda é guardada em armários enferrujados junto com materiais de limpeza em escola no MA

Pais de alunos da Escola Municipal Roseane Lima, situada na zona rural de Buriticupu, a aproximadamente 220 km de Imperatriz, levantaram sérias denúncias sobre a falta de estrutura no centro educacional. Os relatos indicam não apenas um desleixo com a infraestrutura da escola, mas também com a saúde e bem-estar dos estudantes.

A principal reclamação está na maneira como os alimentos da merenda escolar são armazenados. Segundo informado por diversos pais, os mantimentos destinados aos estudantes são guardados junto a materiais de limpeza potencialmente perigosos, como a soda cáustica. O armazenamento em prateleiras enferrujadas e em um ambiente úmido amplia ainda mais as preocupações.

Uma mãe de um dos estudantes detalhou ainda mais a situação: “A geladeira da escola, onde deveriam ser conservados os alimentos, está em péssimas condições. Nossos filhos correm o risco de ingerir produtos contaminados devido à falta de refrigeração adequada”, desabafou.

O descontentamento e a preocupação dos pais e responsáveis têm levado a uma mobilização em busca de medidas corretivas. A saúde dos estudantes, já vulnerável pela própria natureza da infância e adolescência, pode estar em risco devido a essa negligência.

Além dos alimentos, os pais também denunciam cortes de energia no poço da escola, por falta de pagamento, e as crianças ficam sem água para beber e fazer outras atividades.

O Mais Maranhão, preocupado com a situação, fez contato com a Prefeitura de Buriticupu em busca de um posicionamento e de esclarecimentos sobre as denúncias. Até o momento, aguardamos uma resposta oficial do órgão responsável.

Este caso chama a atenção para a necessidade de uma fiscalização mais rigorosa e atenta nas escolas do país, sobretudo em regiões mais distantes dos grandes centros, onde a informação pode demorar mais para chegar e onde as crianças podem estar mais vulneráveis.

Valéria Cristina
Valéria Cristina
Jornalista - Graduada no curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online e Mais Maranhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp