34 C
Imperatriz
sexta-feira, maio 17, 2024
spot_img
InícioAssinanteTrecho da BR-222 entre Santa Luzia e Santa Inês continua interditado

Trecho da BR-222 entre Santa Luzia e Santa Inês continua interditado

TÍTULO: Trecho da BR-222 entre Santa Luzia e Santa Inês continua interditado


O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte informou, nesta quinta-feira (11), que a interdição continua no km 364,6, entre Santa Luzia e Santa Inês.

O desvio é feito por uma estrada de terra próximo da rodovia, onde o trânsito está constantemente engarrafado.

Para quem sai da região tocantina em direção ao norte do estado, pode pegar a BR-010 e seguir até Porto Franco. De lá, pegar a BR-226 e ao chegar em Peritoró, seguir pela BR-316 para chegar a outros municípios do Maranhão e para o Estado do Piauí. Para quem vai para São Luís pode seguir pela BR-135.

Além deste, um outro ponto da BR-222 no sudoeste do Maranhão está com o trânsito lento, entre as cidades de Bom Jesus das Selvas e Açailândia, onde o Dnit está com obra, depois que uma cratera gigante se abriu no asfalto. Por enquanto, o sistema de passagem segue com “Pare” e “ siga”.

Outro caso

Uma buraco gigante que se formou na MA-203, situada na cidade de Raposa, na Região Metropolitana de São Luís, está causando riscos a pedestres e motoristas que passam pelo local, nesta quinta-feira (11).

Com mais de 10 metros de profundidade, o buraco já existe há alguns anos e está aumentando com o passar do tempo.

Uma obra paliativa foi feita há dois anos pelo Governo do Estado, mas as últimas chuvas acabaram destruindo os reparos que haviam sido feitos.

Nós entramos em contato com o Estado, que respondeu por meio de nota:

“A Secretaria de Estado da Infraestrutura (Sinfra) informa que está ciente da situação da MA-203 e reforça que uma equipe já foi mobilizada para averiguar a situação da erosão próximo à rodovia MA-203, no município de Raposa.

Primeiramente o trabalho está sendo feito na identificação da origem do problema que ocasionou na ruptura do solo para, após isso, elaborar um plano de ação emergencial que impeça maiores transtornos na rodovia.”

Juliana Santana
Juliana Santana
Comunicóloga e Jornalista pela Universidade Federal do Maranhão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp