25 C
Imperatriz
segunda-feira, maio 27, 2024
spot_img
InícioAssinanteBombeiros do Maranhão irão ajudar no resgate de vítimas das enchentes no...

Bombeiros do Maranhão irão ajudar no resgate de vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul

Socorristas do Corpo de Bombeiros do Maranhão irão ajudar nos resgates e atendimentos às vítimas das enchentes no estado do Rio Grande do Sul. Segundo os bombeiros, a equipe é especializada nesse tipo de operação em lugares onde ocorrem desastres naturais. A equipe já trabalhou em vários locais onde ocorreram desastres semelhantes, como em Brumadinho – MG e no Sul da Bahia. Os bombeiros partem na segunda-feira (06). 

Além disso, eles irão levar três cães treinados e equipamentos próprios, incluindo equipamentos de mergulho, para ajudar as vítimas das enchentes. O Rio Grande do Sul foi declarado em estado de calamidade pública devido às enchentes. Segundo as últimas atualizações do estado, já foram registrados 39 mortos, 74 feridos, 68 desaparecidos e 32 mil pessoas estão desabrigadas.

Chuvas no Rio Grande do Sul:

As chuvas intensas que atingem o Rio Grande do Sul desde a última semana provocaram um aumento alarmante no nível do Rio Guaíba, em Porto Alegre. Na tarde desta sexta-feira (3), o rio alcançou a marca de 4,6 metros, uma elevação preocupante que não era registrada desde a enchente histórica de 1941, quando atingiu 4,76 metros. A cota de inundação estabelecida é de 3 metros na região do Cais Mauá.

A Defesa Civil emitiu um alerta de inundação extrema, instando a população a evitar áreas próximas ao Guaíba e locais de risco. O alerta, válido por 24 horas, é uma medida de precaução diante da gravidade da situação. Enquanto isso, os números da tragédia se acumulam: 39 mortos, 68 desaparecidos e 74 feridos. Cerca de 31,5 mil pessoas estão desabrigadas, das quais 7.949 encontraram refúgio em abrigos, enquanto 23.598 estão desalojadas, abrigando-se na casa de familiares ou amigos. Enchentes já afetaram 235 dos 496 municípios do estado, impactando diretamente 351.639 mil pessoas. O cenário é de calamidade pública, com alagamentos em diversas vias, como trechos da Orla, na Zona Sul, e nas avenidas Mauá e Conceição, principais acessos à capital.

Além disso, problemas técnicos na estação hidrometeorológica instalada no Cais Mauá dificultam a avaliação precisa do nível do rio. O governo federal decidiu interditar o trânsito nas duas pontes sobre o Rio Guaíba por questões de segurança, devido à alta do nível do Rio Jacuí e avarias nas estruturas. A população é orientada a evitar deslocamentos desnecessários, com o transporte público comprometido e o fechamento de estabelecimentos comerciais no Centro Histórico e no 4º Distrito. A situação das equipes esportivas também é afetada, com o fechamento dos centros de treinamento do Inter e do Grêmio. 

Ajude o Rio Grande do Sul:

O governo gaúcho reativou a conta “SOS Rio Grande do Sul” para receber doações via Pix que serão revertidas a donativos para as vítimas. Entidades da sociedade civil, que podem atuar no envio de mantimentos para os afetados pela chuva, também reúnem doações. O Governo do Rio Grande do Sul e a Defesa Civil divulgaram duas maneiras de receber as doações. Confira abaixo:

Centro Logístico da Defesa Civil Estadual:

Endereço: avenida Joaquim Porto Villanova, 101, bairro Jardim Carvalho, em Porto Alegre; Telefone: (51) 3210 4255.

“SOS Rio Grande do Sul”:  PIX: CNPJ: 92.958.800/0001-38; Instituição: Banrisul.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp