Início Cidade 46 casos de abusos contra crianças e adolescentes foram atendidos em ITZ...

46 casos de abusos contra crianças e adolescentes foram atendidos em ITZ em 2024

0
1
46 casos de abusos contra crianças e adolescentes foram atendidos em ITZ em 2024
46 casos de abusos contra crianças e adolescentes foram atendidos em ITZ em 2024

O Centro de Referência e Assistência Social (CREAS) de Imperatriz divulgou dados sobre a violência contra crianças e adolescentes na cidade em 2024. De acordo com o levantamento, 46 crianças e adolescentes vítimas de abusos foram atendidos até agora este ano, representando quase metade dos 102 casos registrados em todo o ano de 2023. Além disso, 129 crianças sofreram outros tipos de violência no mesmo período.

Em um esforço para combater e conscientizar a população sobre a exploração e o abuso infantil, diversas ações estão sendo realizadas na cidade durante o mês de maio, dedicado à prevenção desses crimes. Com o apoio do Ministério Público, a campanha visa incentivar denúncias e fornecer suporte às vítimas.

em 2023, foram registradas 1.449 denúncias de violência contra crianças e adolescentes, com 102 casos específicos de violência sexual Isso mostra a gravidade da situação, uma vez que ainda nem chegamos à metade do ano e já estamos próximos dos números totais de 2023.

Nesta semana está sendo feitas ações enfrentamento ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes por várias atividades, incluindo a abertura oficial com a presença de representantes do Desenvolvimento Social e de outros órgãos parceiros. Essas ações são essenciais para despertar a conscientização e incentivar a denúncia, ajudando a tirar crianças e adolescentes do ciclo de violência e oferecendo o tratamento necessário.

No dia 18 de maio, Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, está prevista uma grande mobilização em Imperatriz. Um pit stop será organizado para distribuir informações sobre como e onde denunciar casos de abuso, reforçando a importância da denúncia para combater esse grave problema.

As autoridades locais destacam que a subnotificação ainda é um grande desafio. Muitos casos não aparecem nas estatísticas devido à falta de denúncia, o que torna a conscientização pública e o incentivo à denúncia ainda mais cruciais.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

× WhatsApp