31 C
Imperatriz
sábado, maio 18, 2024
spot_img
InícioPolicialLíder de facção criminosa investigado por cometer homicídios em ITZ é morto...

Líder de facção criminosa investigado por cometer homicídios em ITZ é morto em confronto com a polícia  

Em uma operação conjunta entre a Polícia Militar do Maranhão e a Polícia Civil do estado do Tocantins, um dos principais líderes de uma facção criminosa atuante na Região Tocantina foi morto durante uma abordagem policial na zona rural do município de Araguatins, no estado do Tocantins. O criminoso foi identificado como Bruno Oliveira Araújo, conhecido pelo apelido “Venezuela”.

A ação ocorreu após uma intensa investigação sobre uma série de assassinatos na área do 3º Batalhão da Polícia Militar. Durante a abordagem, Bruno Oliveira foi encontrado armado com uma pistola e disparou contra os policiais, que responderam à agressão, resultando na morte do suspeito. Bruno Oliveira era investigado por sua ligação com diversos homicídios em Imperatriz, no Maranhão.

Investigações feitas pelo serviço de inteligência do 3 Batalhão da Polícia Militar de Imperatriz, revelaram que organizações criminosas estavam envolvidas em disputas acirradas na região tocantina, resultando em mortes de membros de facções rivais. Bruno Oliveira, era considerado o segundo na hierarquia da facção oriunda do Rio de Janeiro e atuante no Maranhão. Ele era responsável pela definição de alvos e julgamento de vítimas pelo “tribunal do crime”.

Entre os crimes atribuídos a Bruno Oliveira, destaca-se o homicídio de Wellington Santos Ferreira em setembro de 2023, no bairro Ouro Verde, em Imperatriz bem como o assassinato de Danilo Lima Carvalho, conhecido como “Tubarão”, em maio de 2021, em que Bruno e seus comparsas planejaram morte de Danilo dentro de uma barbearia, no bairro Vila Nova, também em Imperatriz. No último confronto, Bruno resistiu à prisão e acabou sendo morto pela polícia, que apreendeu uma pistola calibre 40 de uso restrito.

A operação contou com o apoio da Polícia Federal de Imperatriz, da Delegacia Regional de Araguatins, da Polícia Civil do Tocantins e do 9º Batalhão da Polícia Militar do Tocantins, sendo fundamental para o sucesso da ação.

O 3º Batalhão da Polícia Militar contou também com o suporte e apoio da Polícia Federal de Imperatriz, da Delegacia Regional de Araguatins – TO e do 9 Batalhão da Polícia Militar do Tocantins. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp