34 C
Imperatriz
sábado, fevereiro 24, 2024
spot_img
InícioAssinanteMaranhense é preso suspeito de matar mãe e três filhas no Mato...

Maranhense é preso suspeito de matar mãe e três filhas no Mato Grosso

Um criminoso maranhense (de camisa amarela na imagem), foi preso por matar uma mãe e três filhas na cidade de Sorriso, no  estado do Mato Grosso. O corpo das quatro vítimas foi encontrado dentro da casa onde elas moravam, na segunda-feira (27). Os  vizinhos acionaram a polícia após sentir falta das vítimas durante o final de semana. Segundo a polícia, as vítimas foram encontradas degoladas e com sinais de abuso, três delas estavam nuas e a filha mais nova estava com sinais de asfixia. O marido da vítima e pai das filhas é caminhoneiro e estava viajando a trabalho no momento do crime.

As vítimas foram identificadas como Cleci Calvi Cardoso (Mãe), de 46 anos, Miliane Calvi Cardoso (Filha mais velha), de 19 anos, Manuela Calvi Cardoso (Filha do meio), de 13 anos e Melissa Calvi Cardoso (Filha mais nova), de 10 anos 

O criminoso foi localizado e preso pela polícia em uma obra ao lado da casa das vítimas, onde ele trabalhava. O delegado que está acompanhando o caso informou que o homem levou algumas roupas íntimas das vítimas, após o crime. Durante interrogatório feito pela polícia, ele confessou o crime.  De acordo com a polícia, o suspeito entrou e saiu da casa por uma por uma janela do banheiro. O Corpo de Bombeiro informou que a mãe e a filha mais velha foram encontradas mortas no corredor da residência, enquanto as outras duas filhas, de 13 e 10 anos, em um dos quartos. 

Suspeito confessou o crime após interrogatório

Durante as investigações, a Polícia Civil conseguiu localizar o suspeito após a perícia encontrar marcas de chinelo no piso da casa, que estava manchado de sangue. Logo após isso, as autoridades encontraram o chinelo do suspeito com as mesmas características das pegadas do piso da casa das vítimas, se tratando do mesmo calçado que havia marcado o piso. 

No momento do interrogatório, o suspeito confessou que invadiu a casa das vítimas durante a noite de sexta-feira (24), após usar drogas. Ainda no depoimento, ele disse que tinha a intenção de roubar, mas foi confrontado pela mãe das meninas, entrando em luta corporal. A mulher foi atacada por uma faca. No momento do confronto, a filha mais velha saiu do quarto para ajudar a mãe e também foi atacada pelo homem. Em sequência ele disse que matou as outras duas vítimas, menores de idade.

Após o crime, ele confessou que fugiu pela mesma janela do banheiro por onde entrou e voltou para a obra, onde retirou as roupas sujas de sangue e guardou em um contêiner. A polícia encontrou as roupas e encaminhou para a perícia, no mesmo local foi encontrado uma roupa íntima de uma das vítimas.

O Corpo de Bombeiros também informou que as vítimas tinham perfurações de faca e que tentaram se defender. A janela do banheiro, por onde o suspeito entrou, estava com sinais de arrombamento.

Suspeito preso estava foragido por outros crimes

O homem já havia sido investigado por crime de abuso no Maranhão. A polícia não informou qual cidade maranhense é a origem do preso. O suspeito também estava foragido por ter cometido crime de abuso no município de Lucas do Rio Verde, no Mato Grosso, e latrocínio, roubo seguido de morte, em Mineiros, no estado de Goiás.

Ele foi levado para a penitenciária da cidade de Sinop, no Mato Grosso. De acordo com o delegado que acompanha o caso, as investigações continuam para saber se há mais pessoas envolvidas no crime.

Pai das vítimas pediu ajuda a amigo após perder contato com a família

O pai das três vítimas mortas com a mãe chegou a enviar um áudio pedindo ajuda a um amigo, no domingo (26), para tentar localizar as vítimas, pois ele havia perdido o contato. Na gravação ele diz que está procurando a esposa e as filhas desde sexta-feira (24), mas não havia conseguido resposta de nenhuma delas.

Ele teria pedido ao amigo para ir até a residência verificar se elas estavam em casa, mas o amigo não estava na cidade. No momento do crime, o pai que trabalhava como caminhoneiro estava no município de Cascavel, no estado do Paraná. 

Vanessa Carvalho
Vanessa Carvalho
Acadêmica de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp