35 C
Imperatriz
segunda-feira, setembro 20, 2021
spot_img
InícioCidadePM que matou médico diz que tiro foi acidental

PM que matou médico diz que tiro foi acidental

O policial militar Adonias Sadda, acusado de matar com um tiro o médico Bruno Calaça, de 23 anos, na madrugada da última segunda-feira, disse em depoimento à Polícia Civil que o tiro foi disparado “acidentalmente”. Esse foi o principal argumento de sua defesa.

Ainda de acordo com a Delegacia de Homicídios, o PM confirmou que antes do disparo, houve um desentendimento entre a vítima e um de seus amigos, que aparece na imagem levando o policial até Bruno. A identidade do terceiro envolvido ainda não foi confirmada pela Polícia Civil. O PM foi preso na noite desta terça-feira depois de ficar mais de 24 horas escondido na casa de seu advogado.

Bruno Calaça morreu depois de levar um tiro à queima roupa em uma festa ilegal que acontecia em um bar na Beira-Rio. Imagens da câmera de segurança do estabelecimento mostram o exato momento em que Bruno é abordado pelo PM e pelo outro homem envolvido, é empurrado e atingido.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios de Imperatriz. A Polícia Civil já confirmou que vai indiciar o policial militar e ainda o outro homem envolvido no crime que, segundo a polícia, foi quem causou a confusão.

Imagens de Notícias de Imperatriz
Ananda Portilho
Bacharela em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão, em Imperatriz. É repórter e âncora no Imperatriz Online. Apaixonada por futebol, animais e boas histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

Ultimos Comentários

José Galvão on Quatro feridos em tiroteio
Jaciane oliveira de Sousa on Casamento comunitário será online
Pablo Nascimento Cortez Moreira on Professor Frazão morre por complicações de covid-19
Ildeane Ramos do Nascimento on Caixa Econômica tem novo horário de atendimento
× WhatsApp