Um mês após morte de menina energia de praça continua desligada e sem conserto na Lagoa Verde

0
70
Um mês após morte de menina energia de praça continua desligada e sem conserto na Lagoa Verde
Um mês após morte de menina energia de praça continua desligada e sem conserto na Lagoa Verde
- Publicidade -

Moradores do Povoado Lagoa Verde, em Imperatriz, Maranhão, continuam indignados um mês após a trágica morte de Maria Júlia de Sousa Martins, uma criança de apenas 8 anos, que faleceu após sofrer um choque elétrico em um poste da Praça JK. A energia da praça permanece desligada e o problema não foi resolvido, levantando sérias questões sobre a segurança dos espaços públicos na cidade.

O trágico incidente ocorreu no dia 28 de dezembro, quando a menina Maria Júlia brincava na praça por volta das 21h, acompanhada de sua avó, e acidentalmente tocou em um poste de iluminação pública eletrificado. Apesar dos esforços para socorrê-la, a criança não resistiu e faleceu antes de chegar ao hospital. A comunidade ficou abalada, e a revolta se manifestou quando os moradores quebraram os brinquedos da praça como forma de protesto.

Segundo os moradores da região, o poste já apresentava riscos há algum tempo, e as preocupações com a segurança não haviam sido devidamente atendidas pelas autoridades competentes. “É um caso bem antigo, que era para ter sido resolvido e não conseguiram fazer nada até agora. Aí ontem a criança veio para a praça com a avó e aconteceu essa fatalidade. A criança subiu no brinquedo e quando foi pra descer, acho que desceu escorregando pelo poste e tocou na grade e ficou ‘apregada’. Está energizada a grade e o poste”, relata um dos moradores.

Os moradores também relatam que fizeram denúncias sobre a situação do poste tanto para a concessionária de energia elétrica quanto para a Prefeitura de Imperatriz, mas até o momento nenhuma equipe esteve no local para avaliar e resolver o problema.

Após a morte de Maria Júlia, a Equatorial Maranhão, responsável pela distribuição de energia elétrica no estado, cortou a energia do poste e declarou que se tratava de um problema na fiação interna da praça. A empresa encaminhou o caso para a Prefeitura de Imperatriz para que esta tomasse as medidas necessárias.

O prefeito de Imperatriz, Assis Ramos, se manifestou sobre o caso nas redes sociais e expressou seu pesar pela tragédia, solidarizando-se com a família da vítima. Ele assegurou que a Prefeitura está tomando todas as providências para esclarecer o incidente e que solicitou o corte da iluminação da praça como medida preventiva até que sejam realizadas perícias tanto pela Prefeitura quanto pela Equatorial Maranhão e pela polícia.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.