Trio é preso por assassinar adolescente de 17 anos a facadas em Timon

0
147
Entre os presos estão duas mulheres de 39 e 47 anos e um homem de 37 anos; as investigações concluíram que o crime não teve relação com guerra entre facções e a motivação seria por questões familiares
- Publicidade -

Duas mulheres de 39 e 47 anos e um homem de 37 anos, foram presos pela Polícia Civil, na última terça-feira (11), no municípios de Timon, suspeitos de participarem do assassinato de um adolescente de 17 anos, identificado como Israel Cardoso. Ele foi morto com vários golpes de faca no pescoço.

De acordo com a polícia, o crime aconteceu no dia 06 de fevereiro deste ano e o corpo do adolescente foi jogado em um bueiro próximo a casa onde ele morava. A vítima foi marcada a faca na área do tórax com o nome de uma facção atuante em Timon, com a finalidade de confundir as autoridades policiais. Porém, as investigações concluíram que o crime não teve relação com guerra entre facções e a motivação seria por questões familiares. 

As prisões coordenadas pela Delegacia de Homicídios e de Proteção à Pessoas (DHPP) foram cumpridas após investigações que apuram o caso, que ocorreu no bairro São Francisco. Ainda segundo a DHPP, até o momento, três pessoas foram presas suspeitas de participação direta no homicídio. Um quarto investigado também teve um mandado de prisão decretado, mas ele continua foragido.

O crime

O adolescente foi encontrado morto numa terça-feira, 06 de fevereiro, em uma galeria, próximo a Avenida Francisco Carlos Jansen, no bairro São Francisco, no município de Timon, no Leste do Maranhão. De acordo com a polícia, o jovem foi assassinado e nas costas dele foi encontrado uma marcação feita a faca com a sigla de uma facção criminosa. O corpo da vítima foi encontrado de bruços e com sangue nas costas e no pescoço. Ainda segundo a polícia, também havia marcas de tiro no corpo da vítima. 

Imagens de Notícias de Imperatriz
Adolescente foi encontrado morto em Timon com sigla de facção feita a faca no corpo

Outra prisão

Um idoso de 77 anos foi preso pela Polícia Civil na terça-feira (11), no município de Bacabal, no Maranhão. De acordo com a polícia, ele é o principal suspeito de cometer um crime de feminicídio contra a própria esposa. Consta nas investigações que em maio de 2016, o acusado desferiu duas facadas na própria filha por motivos de ciúmes. Na tentativa de defender a filha e evitar as agressões, a mãe também foi esfaqueada. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu. O crime ocorreu na cidade de Itaipava do Grajaú. De acordo com a 16ª Delegacia Regional de Bacabal, o investigado estava morando na zona rural do município de Brejo de Areia. Ainda segundo o inquérito policial, um outro filho do homem tentou desarmá-lo e também foi ferido no pescoço. O preso foi encaminhado para a Unidade Prisional de Bacabal.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.