27.2 C
Imperatriz
domingo, abril 14, 2024
spot_img
InícioPolicialHomem é preso por abuso infantil e por produção e venda de...

Homem é preso por abuso infantil e por produção e venda de conteúdo com cenas dos crimes

A Polícia Federal prendeu um homem em flagrante nesta quarta-feira (13) por crimes de abuso sexual infantil, associação criminosa, e produção e venda de conteúdo de exploração infantil. A prisão aconteceu durante a Operação CONTEÚDO PROIBIDO em Caxias, Maranhão, uma ação direcionada ao combate a crimes de abuso e exploração sexual de menores.

A operação executou dois mandados de busca e apreensão em residências de suspeitos investigados por uma série de crimes relacionados a abuso sexual, incluindo estupro de vulnerável, associação criminosa, e produção, venda, armazenamento e distribuição de imagens e vídeos contendo cenas de abuso e exploração sexual infantil. Durante as buscas, um dos investigados foi preso por possuir material ilícito de mesma natureza.

“As ferramentas tecnológicas avançadas e diferentes métodos de coleta de provas foram cruciais para o sucesso da operação até o momento”, afirmou um porta-voz da Delegacia de Polícia Federal em Caxias, MA.

O combate a essa prática criminosa é considerada prioridade pela Polícia Federal, dadas as graves consequências psicológicas e sociais sofridas pelas vítimas. “O consumo desses conteúdos fomenta mais violência contra crianças e adolescentes, e os danos causados são permanentes”, destacou a instituição em comunicado. A Polícia Federal ressalta ainda a importância de denúncias por parte da sociedade para ajudar no combate a esses crimes.

Caso os crimes sejam confirmados, os investigados poderão enfrentar várias acusações que, se somadas, podem resultar em penas de até 44 anos de prisão. Os crimes investigados incluem estupro de vulnerável, associação criminosa, e diversas ofensas relacionadas à produção e distribuição de material pornográfico infantil.

O nome da operação, CONTEÚDO PROIBIDO, faz alusão ao tráfico de material pornográfico envolvendo menores através da internet, uma prática criminalizada tanto por leis nacionais quanto por tratados internacionais. As investigações continuam em andamento e novas prisões não são descartadas.

Vanessa Carvalho
Vanessa Carvalho
Acadêmica de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp