Início Policial Corpo de Patrícia não será entregue hoje pelo IML por causa do...

Corpo de Patrícia não será entregue hoje pelo IML por causa do estado avançado de decomposição  

0
97
Corpo de Patrícia não será entregue hoje pelo IML por causa do estado avançado de decomposição  
Corpo de Patrícia não será entregue hoje pelo IML por causa do estado avançado de decomposição  

O Instituto Médico Legal (IML) informou à família de Patrícia Almeida que o corpo da vítima, encontrado em uma área de mato no povoado Bananal, em Governador Edson Lobão, não será liberado hoje (13). Esta decisão adia o velório que estava programado para esta segunda-feira. A liberação está atrasada devido ao avançado estado de decomposição do corpo, exigindo uma análise minuciosa através de exames de necropsia completos.

Patrícia, de 34 anos, estava desaparecida desde 4 de novembro. Seu corpo foi localizado ontem (12), levantando suspeitas imediatas de sua identidade. A confirmação veio após familiares reconhecerem roupas, um cordão e um recibo em seu bolso. A polícia, diante do estado do corpo, acredita que Patrícia tenha sido assassinada no dia do seu desaparecimento.

O principal suspeito é Daniel Silva, ex-marido de Patrícia, contra quem já existia uma medida protetiva devido a um histórico de sequestro e abuso sexual. Apesar do mandado de prisão expedido, Daniel permaneceu em liberdade e agora é intensamente procurado. A família de Patrícia está oferecendo uma recompensa de R$ 2.500,00 por informações que levem ao paradeiro de Daniel, com contato disponível pelo número (99) 98493-0544.

Além disso, surgiram suspeitas de que uma terceira pessoa possa ter auxiliado Daniel a desovar o corpo, dado o local remoto onde foi encontrado. No veículo de Daniel, foram detectadas manchas que podem ser sangue da vítima, mas ainda aguardam confirmação.

A tragédia ganhou grande atenção da comunidade, com protestos exigindo justiça e apelos emocionados nas redes sociais. Os filhos do casal gravaram vídeos pedindo pela liberação ou informações sobre a mãe. Dona Neide, mãe de Daniel, também fez um apelo público para que seu filho se entregue às autoridades.

O caso segue em investigação ativa, com a polícia buscando desvendar as circunstâncias exatas da morte de Patrícia e capturar o suspeito. A comunidade aguarda respostas e justiça, enquanto a família de Patrícia se prepara para dar o último adeus em meio a um turbilhão de emoções e incertezas.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

× WhatsApp