27.2 C
Imperatriz
domingo, abril 14, 2024
spot_img
InícioPolicialCerca de 150 diplomas de curso superior foram falsificados por grupo criminoso...

Cerca de 150 diplomas de curso superior foram falsificados por grupo criminoso em ITZ e mais cidades

Cerca de 150 diplomas foram falsificados pelo grupo criminoso que ofertava cursos irregulares de nível superior e vendia diplomas falsos em Imperatriz, Buriticupu e Santa Inês, no Maranhão. Eles também atuavam em Porto Nacional, no estado do Tocantins, e Teresina, no Piauí. A informação foi divulgada nesta quinta-feira (22), pela Polícia Federal. Os diplomas eram emitidos para os cursos de Serviço Social, Pedagogia, Administração, Letras e Educação Física.

A operação Mandacius, da PF,  cumpriu 16 mandados de busca e apreensão contra os criminosos, na quarta-feira (21). O grupo criminoso alegava que a instituição possuía parcerias com faculdades credenciadas pelo Ministério da Educação (MEC). 

Durante a operação,também  foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão na cidade de Teresina. Segundo as autoridades que participam da ação da Polícia Federal, por se tratar de uma investigação que ainda está em andamento, os locais da operação e os nomes das pessoas envolvidas, não serão divulgados.

As investigações

A investigação apontou, ainda, que diversos alunos foram enganados, acreditando estudarem cursos regulares que dariam direito ao diploma e posterior exercício da profissão. No entanto, se tratava de um esquema fraudulento.

A rede criminosa está sendo investigada pela prática de crimes como estelionato, falsificação de documento público, falsidade ideológica, uso de documento falso, crime contra as relações de consumo, organização criminosa e lavagem de dinheiro. Somadas, as penas podem chegar a 45 anos de prisão.

A ação também resultou no bloqueio de bens em dinheiro, veículos e imóveis para garantir que as vítimas sejam ressarcidas, bem como para evitar que os envolvidos voltem a praticar a venda de diplomas falso. Uma pessoa foi presa em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

Conduzida pela equipe da Delegacia de Combate a Crimes Fazendários – DELEFAZ, a Operação MENDACIUS contou com a participação de 50 policiais federais dos estados do Maranhão, Piauí e Tocantins.

Vanessa Carvalho
Vanessa Carvalho
Acadêmica de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp