23.3 C
Imperatriz
sábado, março 2, 2024
spot_img
InícioSaúdePacientes de hemodiálise denunciam falta de transporte para o tratamento em Imperatriz

Pacientes de hemodiálise denunciam falta de transporte para o tratamento em Imperatriz

Pacientes que fazem tratamento de hemodiálise em Imperatriz estão denunciando a falta de transporte. De acordo com eles, o problema já dura 15 dias. Segundo o filho de uma das pacientes, a mãe dele está precisando tirar do próprio bolso pagar carros por aplicativo para que consiga chegar até a clínica e realizar os procedimentos e depois voltar para casa. 

Ainda de acordo com as denúncias, os pacientes foram informados que o motivo para a falta de transporte é devido aos veículos estarem em manutenção. Os pacientes que precisam do tratamento contam que estão se sentindo prejudicados com a situação.

Ainda de acordo com o filho de uma das pacientes que realiza o tratamento, a falta de vans para transportar as pessoas que realizam hemodiálise está acontecendo com bastante frequência em Imperatriz. Eles pedem por uma solução por parte do município, que é responsável pela frota do transporte dos pacientes.O Imperatriz Online encaminhou um pedido de nota para a prefeitura e aguarda resposta.

Tratamento de hemodiálise

A hemodiálise é um procedimento médico vital para pessoas que sofrem de doença renal crônica avançada, onde os rins não conseguem mais filtrar adequadamente os resíduos e o excesso de fluidos do sangue. Esse tratamento é essencial para melhorar a qualidade de vida e manter a saúde de pacientes cujos rins estão comprometidos.

O processo de hemodiálise envolve a remoção do sangue do corpo do paciente, que é então conduzido através de um filtro especial chamado dializador ou membrana semipermeável. Este filtro atua como um substituto funcional dos rins, removendo as toxinas, o excesso de sal e a água acumulada no corpo. O sangue purificado é então devolvido ao corpo do paciente.

O tratamento de hemodiálise é geralmente realizado em uma clínica especializada, conhecida como centro de diálise, e ocorre regularmente, muitas vezes três vezes por semana, dependendo das necessidades individuais do paciente. Cada sessão de hemodiálise pode durar várias horas, durante as quais o paciente pode descansar, ler, assistir televisão ou até mesmo trabalhar remotamente, dependendo da configuração do centro de diálise.

Além disso, os pacientes em hemodiálise precisam adotar uma dieta restrita, controlando a ingestão de líquidos, proteínas, sódio e fósforo. A colaboração ativa dos pacientes em relação à sua dieta e à medicação prescrita é fundamental para otimizar os resultados do tratamento.

Vanessa Carvalho
Vanessa Carvalho
Acadêmica de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp