Início Assinante Procon considera ilegal cobrança por estimativa feita pela CAEMA, em Imperatriz

Procon considera ilegal cobrança por estimativa feita pela CAEMA, em Imperatriz

0
144

O Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) municipal considerou como ilegal a cobrança por estimativa realizada pela Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (CAEMA), em casas sem o hidrômetro, aparelho utilizado para medir o consumo de água. A informação foi confirmada pelo gestor de fiscalização do órgão, Alessandro de Sousa Lima, ao Imperatriz Online.

A cobrança feita pela companhia é praticada há mais de uma década e leva em consideração a metragem do terreno do imóvel para estipular um valor fixo cobrado mensalmente. “Quando falta água nas residência do consumidor, a companhia tem que dar o devido desconto na fatura pelos dias que não foi feito o fornecimento de água.”, afirmou Alessandro Lima.

O gestor de fiscalização do Procon também menciona que quando o consumidor tem o hidrômetro instalado, o aparelho mede apenas a água consumida. “Se faltar água, o hidrômetro não fará a medição”, completou.

O Procon divulgou que a Caema já foi multada em mais de R$ 500 mil (quinhentos mil reais) devido à má prestação de serviços. O órgão informa que, se algum consumidor se sentir lesado devido às cobranças ilegais da companhia, ele deve contatá-lo para que as medidas adequadas possam ser tomadas contra a empresa.

O Imperatriz Online pediu um posicionamento da CAEMA, e aguarda uma resposta. Ospaxo continua aberto caso a empresa queira se pronunciar.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

× WhatsApp