Início Assinante Polícia prende mandantes de homicídio de corretor que veio cobrar dívida em...

Polícia prende mandantes de homicídio de corretor que veio cobrar dívida em Imperatriz

0
145

Nesta quarta-feira (01), a Polícia Civil prendeu, em Teresina (PI), dois homens suspeitos de serem os mandantes do homicídio que vitimou o corretor de veículos, Ancelmo Nunes Franco, de 30 anos, conhecido como Cicinho. Segundo as investigações, a vítima é natural do estado do Tocantins e desapareceu após vir à Imperatriz para cobrar uma dívida.

Desde então, Ancelmo não manteve contato com a família, que registrou boletim de ocorrência na 10ª Delegacia Regional de Polícia Civil de Imperatriz devido ao desaparecimento. Apesar do corpo do vendedor não ter sido encontrado, a investigação aponta que ele foi possivelmente assassinado.

Imagens de Notícias de Imperatriz
Ancelmo Nunes Franco foi assassinado em Imperatriz

De acordo com a Polícia Civil do Maranhão, com o trabalho de investigação que se iniciou desde o conhecimento do crime, foi possível encontrar elementos de prova que formaram a convicção dos investigadores no sentido de que a vítima foi sequestrada do hotel em que estava hospedada e, em seguida, levada para o local onde foi assassinada e teve o corpo ocultado.

Os policiais militares Willian Silva de Vasconcelos e Dany Wuely e um empresário foram presos, em agosto deste ano, por envolvimento no crime. “O que se aponta, até então, é que essas pessoas que foram presas têm relação com esse transporte da vítima desde o hotel até o lugar onde ela possivelmente foi assassinada”, disse o delegado Praxísteles Martins durante a prisão do trio.

Imagens de Notícias de Imperatriz
PM Vasconcelos à esquerda e PM Amaral à direita

A defesa dos militares alega que não há provas contra eles. “Iremos provar que eles são inocentes e não têm nenhum vínculo com o desaparecimento desse cidadão”, afirmou Carlos Agnaldo, advogado de defesa. Os presos foram recolhidos para Unidade Prisional de Imperatriz (MA) e encontram-se à disposição da Justiça.

Em nota a “Secretaria de Segurança Pública esclarece que não compactua com condutas ilegais de policiais e que o caso em questão vai ser apurado com rigor pela Policia Militar por meio de Inquérito Policial Militar”.

DESAPARECIMENTO

Familiares de Ancelmo procuraram a equipe do Imperatriz Online no dia 21 de agosto, para informar sobre o desaparecimento da vítima. Segundo eles, o corretor ligou para a mãe, no dia 17, avisando que já havia chegado em Imperatriz. Porém, os parentes disseram que ele não atendeu as ligações depois disso.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

× WhatsApp