Início Assinante PM prende homem por bater na mulher após vítima pedir socorro a...

PM prende homem por bater na mulher após vítima pedir socorro a motorista de app, em Imperatriz

0
124

Um homem foi preso pela Polícia Militar, após a esposa denunciar uma tentativa de homicídio para um motorista de aplicativo, nesse sábado (29), em Imperatriz. Segundo a investigação, a vítima não conseguiu ligar para a polícia por meio do 190 e falou ao motorista o que estava sofrendo e pediu socorro.


Nas mensagens enviadas por meio do aplicativo a mulher diz: “”Estou indo embora por tentativa de homicídio. Depois pago você. Só quero que me tire daqui. Depois pago você”. Em outro trecho ela pede socorro “Venha, pelo amor de Deus. Eu vou morrer”, disse ela.


O motorista encontrou uma viatura no trajeto para a casa da vítima e repassou as informações sobre o caso aos policiais. A mulher prestou depoimento na Delegacia Regional de Imperatriz e, depois, foi para a casa de familiares. O marido foi capturado e encaminhado ao presídio.

VIOLÊNCIA CONTRA MULHER


A violência contra a mulher é um crime ique deve ser condenado e combatido em todas as suas formas. No Brasil, a Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006) busca proteger essas vítimas prevenindo e punindo os agressores. Além disso, o Código Penal Brasileiro prevê diversas medidas legais para coibir essa violência, como a tipificação do feminicídio como homicídio qualificado (Lei nº 13.104/2015).


É essencial que a sociedade esteja atenta e engajada na luta contra esse problema, garantindo o respeito aos direitos e à integridade das mulheres em todas as circunstâncias. Juntos, podemos promover uma cultura de igualdade e segurança para todos.

COMO DENUNCIAR

A denúncia de agressão contra a mulher é um passo importante na luta contra a violência de gênero. Quebrar o silêncio e buscar ajuda são atos corajosos que podem salvar vidas e promover a mudança. Confira formas de denunciar esse tipo de crime.

  • Ligando para a Emergência

Em situações de urgência ou perigo iminente, a ligação para o número de emergência, como o 190 no Brasil, é a primeira ação a ser tomada. As autoridades estarão prontas para responder prontamente e prestar o auxílio necessário.

  • Delegacias Especializadas

Muitas cidades possuem delegacias especializadas no atendimento à mulher, onde profissionais capacitados estão preparados para acolher as vítimas com sensibilidade e respeito. Nestes locais, é possível realizar a denúncia formal e dar início ao processo legal.

  • Central de Atendimento à Mulher

A Central de Atendimento à Mulher – conhecida como “Central 180” no Brasil – é um canal telefônico para denúncias e informações sobre violência contra mulheres. O serviço é gratuito e funciona 24 horas por dia, permitindo que as vítimas relatem as agressões e recebam orientações sobre os próximos passos.

  • Aplicativos e plataformas Online

Atualmente, existem aplicativos e plataformas online que possibilitam denúncias de agressões de forma anônima e segura. Essas ferramentas permitem que as vítimas compartilhem informações com as autoridades e organizações de apoio, facilitando a busca por ajuda.

  • Rede de apoio e organizações não Governamentais (ONGs)

As ONGs e outras instituições de apoio desempenham um papel fundamental na assistência às vítimas de agressão. Essas organizações oferecem suporte psicológico, orientação legal e auxílio para a reinserção social das mulheres.

  • Conversando com familiares e amigos de confiança

Para aquelas que se sentem inseguras em fazer denúncias oficiais, conversar com familiares e amigos de confiança pode ser um primeiro passo importante. O apoio emocional de pessoas próximas pode ser crucial para encorajar a denúncia formal.

  • Procurando Ajuda Profissional

Buscar o auxílio de profissionais de saúde, como psicólogos e assistentes sociais, pode ajudar as vítimas a enfrentar o trauma emocional causado pela agressão.

É importante lembrar que a denúncia de agressões é um direito e uma medida essencial para quebrar o ciclo de violência. Se você ou alguém que você conhece está enfrentando essa situação, não tenha medo de buscar ajuda e apoio.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

× WhatsApp