25 C
Imperatriz
domingo, março 3, 2024
spot_img
InícioAssinanteMaranhense que matou mãe e três filhas em MT é transferido de...

Maranhense que matou mãe e três filhas em MT é transferido de presídio e colocado em cela individual

O maranhense, Gilberto Rodrigues dos Anjos, de 32 anos, acusado de estuprar e matar uma mãe e três filhas no município de Sorriso (MT), no final da semana passada, foi transferido para uma outra penitenciária, na capital de Mato Grosso, por decisão da justiça. De acordo com a decisão, o acusado precisa cumprir pena em um presídio de maior segurança. Antes, Gilberto estava no presídio da cidade de Sinop.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso (SESP), Gilberto está em cela individual, sem contato com os outros presos, como determinou a decisão da justiça.

ENTENDA O CASO

De acordo com a Polícia Civil de Mato Grosso, Gilberto Rodrigues dos Anjos, atuava como funcionário de uma obra ao lado da casa das vítimas. Ele confessou o crime à polícia e deu detalhes sobre o ocorrido.

As vítimas, identificadas como Cleci Calvi Cardoso, de 46 anos, Miliane Calvi Cardoso, de 19 anos, Manuela Calvi Cardoso, 13 anos, e Melissa Calvi Cardoso, de 10 anos, foram encontradas mortas dentro da própria casa na última segunda-feira (27), mas o crime ocorreu entre a noite de sexta-feira (24) e a madrugada de sábado (25).

Segundo a polícia, as quatro vítimas foram encontradas degoladas e com sinais de abuso sexual, e três delas estavam nuas.

O pai das meninas e esposo de Cleici trabalha como caminhoneiro e estava em Cascavel (PR) quando o crime ocorreu. Ele chegou a enviar mensagens para uma amigo dizendo estar preocupado com a família e pediu para que verificasse se estava tudo bem, pois não estava conseguindo falar com a esposa e as filhas.

Durante as investigações da Polícia Civil, a perícia encontrou marcas de chinelo no piso ensanguentado na casa da família. Em seguida, os policiais encontraram o chinelo do suspeito com as mesmas características das marcas no piso.

Ao ser interrogado pelos agentes, o suspeito ficou nervoso e confessou o crime. Ele admitiu que invadiu a casa das vítimas pela janela do banheiro, na noite de sexta-feira (24), após fazer uso de drogas. O criminoso também levou uma a roupa íntima de uma das vítimas.

OUTROS CRIMES

Para a Polícia Civil de Mato Grosso, o maranhense premeditou o crime e é um “estuprador serial”, pois observou e estudou as vítimas antes de cometer o crime, além de não demonstrar remorso.

Contra o criminoso também havia dois mandados de prisão em aberto, um por estupro e tentativa de homicídio e outro por latrocínio.

Em setembro desde ano, na cidade de Lucas do Rio Verde, ainda em Mato Grosso, Gilberto invadiu a casa de uma mulher e a estuprou enquanto ela dormia. Ele tentou mata a vítima com uma facada no pescoço após ela reagir.

Em dezembro de 2013, Gilberto matou o jornalista Osni Mendes, na cidade de Mineiros, no estado de Goiás. Segundo a denúncia do Ministério Público de Goiás, Osni Mendes ofereceu carona ao acusado após se conhecerem em um bar. Durante o trajeto, o jornalista tentou beijar o homem, que reagiu com violência. Em seguida, a vítima foi agredida, enforcada com uma camiseta e teve o carro roubado.

Valéria Cristina
Valéria Cristina
Jornalista - Graduada no curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online e Mais Maranhão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp