25 C
Imperatriz
segunda-feira, maio 27, 2024
spot_img
InícioAssinanteHomem e cavalo morrem após serem atacados por abelhas no Maranhão

Homem e cavalo morrem após serem atacados por abelhas no Maranhão

Um homem de 49 anos, identificado como Samuel Ferreira Ramos, e seu cavalo, morreram após serem atacados por um enxame de abelhas, no município de Alto Alegre do Pindaré, no Maranhão.

Samuel estava em sua propriedade, na zona rural, levando gado para o curral com a ajuda do filho e de um amigo, quando foram atacados por abelhas. O filho e o amigo conseguiram escapar do ataque, já Samuel tentou, sem sucesso, espantar os insetos entrando em um açude.

O cavalo que estava com ele, morreu no local. Samuel foi socorrido ainda com vida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no caminho do hospital.

As consequências de uma ferroada variam de pessoa para pessoa, pela quantidade de veneno aplicada e se o indivíduo tem reação alérgica ao veneno. No caso de picada isolada, o quadro clínico vai de uma inflamação local até uma forte reação alérgica, o chamado choque anafilático. Já no caso de várias picadas, como por um enxame, pode acontecer uma manifestação tóxica mais grave, às vezes fatal.

Nesse caso, é preciso levar o acidentado rapidamente ao hospital, se possível com algum inseto responsável pela picada. A orientação é nunca remover os ferrões com pinças, pois isso pode resultar na inoculação do veneno ainda existente no ferrão.

Veja como agir ao avistar um enxame de abelhas:

  • Não entre na água para fugir das abelhas. As abelhas esperarão até você voltar à superfície para ataca.
  • Evite fazer movimentos bruscos ou provocar as abelhas, isso ajudará a evitar que as abelhas se sintam ameaçadas.
  • Se possível, afaste-se do enxame lentamente e com cuidado, sem correr.
  • Não tente espantar as abelhas.
  • Procure abrigo em um local fechado. As abelhas tendem a se dispersar quando não encontram um alvo.
  • Proteja o rosto e a cabeça com um casaco, camisa ou lenço. Isso ajudará a evitar picadas nessas áreas sensíveis.
  • Não entre na água para fugir das abelhas. As abelhas esperarão até você voltar à superfície para atacar.
Juliana Santana
Juliana Santana
Comunicóloga e Jornalista pela Universidade Federal do Maranhão

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp