27.3 C
Imperatriz
domingo, maio 26, 2024
spot_img
InícioAssinanteHomem é baleado na Vila Zenira

Homem é baleado na Vila Zenira

Um homem foi baleado no braço e no tórax na rua São Francisco, no bairro Vila Zenira, na tarde deste sábado (29).

Algumas pessoas que estavam no local no momento do crime ajudaram a socorrer a vítima e acionaram o SAMU. O homem foi levado para o hospital.

ÚLTIMOS CASOS NA CIDADE:

De acordo com a Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa, Imperatriz já registrou 62 homicídios em 2023. Até o mês de março, 32 pessoas foram assassinadas na cidade. Em menos de três meses o número quase dobrou, somando mais 30 vítimas de homicídios.

A maioria dos homicídios está relacionada a briga de facções e tráficos de drogas. Além do aumento no número de assassinatos, o levantamento também aponta que as mortes estão ficando cada vez mais violentas.

Os dados mostram, que a média de homicídios na cidade é de quase 10 por mês. Até abril, o mês de março era considerado o mês mais violento do ano no município, com registro de 14 assassinatos.

Um outro levantamento feito pelo Monitor da Violência, em parceria com o Portal G1, Universidade de São Paulo e Fórum Brasileiro de Segurança Pública, aponta um aumento de 6,6% nas mortes violentas no Maranhão em comparação ao mesmo período em 2022. De janeiro a março deste ano, foram 439 homicídios contabilizados no estado.

O Maranhão é segundo estado do nordeste com maior número de assassinatos. Das cidades maranhenses, Imperatriz aparece entre as que mais registraram mortes violentas. 

ASSASSINATO NO SOCORRÃO

Durante a madrugada do último domingo (18), um homem foi morto a tiros no Hospital Municipal de Imperatriz. A vítima foi identificada como Rhuan Machado da Silva.

De acordo com testemunhas, o atirador, que estava acompanhado de um comparsa, entrou fingindo estar passando mal e fez uma ficha para atendimento, depois ele foi até a sala onde a vítima estava e efetuou dois disparos. Rhuan estava se recuperando de uma tentativa de homicídio e era morador do bairro Vila Brasil. Ele tinha passagens pelo sistema prisional. 

O homem que deu fuga aos assassinos foi preso no bairro Nova Imperatriz, na região do Manelão, no dia seguinte ao crime. De acordo com a Polícia Civil, que está investigando o caso, o homem ficou esperando do lado de fora enquanto os bandidos cometiam o homicídio. Depois, ele levou os bandidos até o setor da antiga rodoviária e seguiu para a área do Manelão, quando foi preso pela PM.

No depoimento, o preso confessou toda a ação. A polícia agora está em busca de mais quatro suspeitos de envolvimento no caso. A prisão do criminoso foi convertida em flagrante e ele vai ficar em prisão temporária durante 30 dias, enquanto as investigações avançam.

De acordo com o delegado Praxísteles Martins, a equipe de investigação recebeu apenas uma imagem das câmeras de segurança do hospital e está aguardando novos materiais. Ainda segundo ele, outras imagens de câmeras de segurança dos pontos comerciais próximos ao Socorrão estão sendo analisadas para ajudar nas investigações.

INVESTIGAÇÕES DE MORTES POR ATAQUES ALEATÓRIOS DE FACÇÕES

Na madrugada do dia 16 deste mês, um adolescente de 15 anos morreu após ser baleado no bairro Jardim Sumaré. A vítima identificada como Guilherme Cauã Macedo da Silva, morreu no bloco cirúrgico do Socorrão. O crime está sendo investigado como ataque de facção criminosa.

De acordo coma as testemunhas, Guilherme estava de saída para um jogo de futebol com os amigos, quando dois criminosos, a pé, chegaram efetuando vários disparos. Já a outra vítima, de 40 anos, estava bebendo próximo a uma residência.

Segundo amigos e familiares da vítima, Guilherme estava indo jogar bola, no bairro Ouro Verde, quando foi baleado no Jardim Sumaré. Ele chegou a correr para casa do tio, mas foi atingido pelos disparos. O jovem foi levado para o hospital Socorrão, mas não resistiu.

Além de Guilherme, um homem de 40 anos também foi baleado no ataque. Segundo a polícia, o homem também não tem envolvimento com o mundo do crime. Ele foi socorrido e levado para o hospital, mas o seu estado de saúde não foi divulgado.

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, já afirmou a suspeita inicial do ataque de facção e apura mais detalhes para confirmar se foi ou não aleatório. A Delegacia também disse ao Imperatriz Online, que o adolescente era inocente e não tinha envolvimento com nenhum tipo de crime.

Segundo testemunhas, Guilherme estava de saída para um jogo de futebol com os amigos, quando dois criminosos, a pé, chegaram efetuando vários disparos. Já a outra vítima, de 40 anos, estava bebendo próximo a uma residência.

Os autores do crime roubaram uma moto e fugiram. O veículo foi abandonado próximo à Avenida JK. Até o momento, a dupla não foi identificada e nem presa.

Informações de moradores, relatam que alguém fez uma pichação em um muro com sigla de uma facção, e que depois disso, membros de uma facção rival fizeram ameaças de retaliação. A polícia acredita, que essa seja a motivação do crime.

De acordo com as informações divulgadas pela Delegacia de Homicídios de Imperatriz, só neste ano, a cidade já registrou três mortes por ataques aleatórios de facções criminosas.

Dois casos ocorreram no início de fevereiro, uma das vítimas foi identificada como Ariel, de apenas 13 anos de idade, que foi morto enquanto brincava na porta de casa, no bairro Ouro Verde. A outra vítima foi o jovem, Maycon Felipe Batista, de 19 anos, morto a tiros na Vila Madermina, enquanto estava sentado na calçada de uma residência.

As duas vítimas foram mortas pelo mesmo grupo criminoso, composto por três homens, que efetuaram os disparos enquanto passavam em um carro modelo Argo, de cor branca. Nenhuma das duas vítimas respondiam processo criminal.

O terceiro caso, foi o de Weverthon Eufrásio, de 17 anos, morto a tiros na Vila Cafeteira, no dia 13 de março. Segundo a Polícia Civil, o adolescente também foi vítima de um ataque aleatório de facções criminosas. A vítima estava indo para a igreja quando foi abordada pelos criminosos. O crime foi registrado por câmeras de segurança.

Weverthon Eufrásio foi atingido por vários disparos, chegou a ser socorrido em um carro particular e levado para o Hospital Municipal. Um dos envolvidos na morte do adolescente foi preso na noite do crime, juntamente com outras três pessoas. O criminoso estava em um carro com uma pistola e uma metralhadora.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

- Publicidade -spot_img

Mais Populares

- Publicidade -
#

Ultimos Comentários

× WhatsApp