Empresário cobra prefeitura de Imperatriz por pagamento de serviço prestado no carnaval

0
136
50% do valor deveria ser pago no primeira dia de carnaval, mas isso não aconteceu
- Publicidade -

O empresário, Jerfferson Carvalho, usou as redes sociais, hoje (13), para cobrar a prefeitura de Imperatriz sobre o pagamento atrasado dos serviços de estrutura, iluminação e painel de LED, que sua empresa forneceu durante o carnaval deste ano, na Beira-Rio. Segundo ele, 50% do valor deveria ser pago no primeiro dia de folia e o restante no fim do carnaval, mas isso não aconteceu.

Mesmo sem receber, o empresário afirmou que cumpriu com o combinado. “Deu sexta, a gente fez o show dodguinho e Lulinha, sábado e domingo aconteceu normalmente. Na segunda, eu entrei em contato com o Secretario de Cultura, Paulinho Lobão”, afirmou ele.

Jerfferson contou ao Imperatriz Online que a Secretaria de Cultura informou que não daria para resolver o atraso no pagamento durante as festividades de carnaval. “Na segunda-feira de carnaval eu ia mandar desmontar a iluminação dos dois palcos, mas deixei acontecer, acreditando que eles pagariam no término do carnaval. E aqui estamos nós, sem receber até hoje”, relembrou.

Mais denúncia de pagamento atrasado

Na última segunda-feira (10) o cantor, Negoh TDN, da Banda Tadin de Nois, usou as redes sociais para cobrar a prefeitura de Imperatriz a respeito do atraso no pagamento do cachê referente ao Réveillon de 2023, ocorrido na Concha Acústica, na Avenida Beira-Rio. Seis bandas se apresentaram durante a virada de ano na cidade.

O artista afirmou que resolveu tornar o assunto público por não ter recebido o valor combinado. “Eu já tentei de uma forma mais discreta e não obtive resultados, fizemos o nosso trabalho e minha equipe precisa receber”, disse ele.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui
Captcha verification failed!
CAPTCHA user score failed. Please contact us!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.