28.2 C
Imperatriz
sexta-feira, janeiro 21, 2022
spot_img
InícioPolicialTravesti é assassinada com facada no pescoço no Maranhão

Travesti é assassinada com facada no pescoço no Maranhão

Uma travesti foi assassinada com uma facada na região do pescoço, nas proximidades da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), na área Itaqui-Bacanga, na capital São Luís. A vítima foi identificada como Lara Viny e foi encontrada com o corpo seminu.

Segundo informações da polícia, antes de ser morta, a vítima foi vista discutindo com um homem, que fugiu em uma moto após matar a travesti. Ainda de acordo com a polícia, as investigações continuam na tentativa de identificar o autor do crime. 

Combate ao preconceito

O termo travesti é usado para pessoas com o sexo biológico masculino e que se identificam com o gênero feminino, mas não buscam mudar suas características físicas por meio de tratamentos.

Já a transfobia, é o termo que define o ódio e a discriminação contra travestis, transexuais e transgêneros, sendo que o crime pode ser cometido em atos de violência física, moral ou psicológica.

Em 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) permitiu a criminalização da homofobia e da transfobia, além de definir que esses crimes se enquadram no crime de racismo, com pena de 1 a 3 anos, podendo chegar a 5 anos em casos graves.

A população pode ajudar no combate por meio de denúncias para a Polícia Militar, pelo 190, e também para o Disque Direitos Humanos, pelo Disque 100.

Carla Guerrero
Graduanda em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, na Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Atual presidente da Empresa Júnior de Jornalismo da UFMA, a Imprensatriz. Membro da equipe jornalística do Imperatriz Online.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Populares

- Publicidade -

Ultimos Comentários

× WhatsApp