26 C
Imperatriz
quinta-feira, setembro 29, 2022
spot_img
InícioPolicialPM preso por morte de Wanderley ficou em silêncio no interrogatório

PM preso por morte de Wanderley ficou em silêncio no interrogatório

O policial militar, do estado do Pará, identificado como Danilo, preso apontado como autor do disparo que matou o líder comunitário, Wanderley Rodrigues, permaneceu em silêncio durante o interrogatório, na delegacia, após a prisão.
.
O delegado titular da delegacia de homicídios, Praxísteles Martins, disse que o PM não respondeu a nenhum questionamento, nem mesmo negou ou confirmou conhecer o enteado da vítima ou ter tido algum envolvimento com o caso.

Segundo o delegado, Danilo é amigo do enteado de Wanderley Rodrigues e a linha de investigação é que os seis disparos feitos contra a casa do líder comunitário, do dia do crime, seriam uma forma de “intimidação” por causa dos casos de violência doméstica, do Wanderley contra a esposa, denunciados naquele mesmo dia, 18 de julho de 2021. Para a polícia, foi o policial quem fez os disparos. Um dos tiros atingiu Wanderley, que morreu durante o socorro. A esposa de Wanderley e o filho dela, amigo do PM, devem ser ouvidos novamente.

O PM, Danilo, foi preso após a justiça conceder mandado de prisão contra ele por ter assassinado Wanderley Rodrigues, que era líder comunitário do bairro Sebastião Régis, em Imperatriz. No momento da prisão, o policial estava de serviço na cidade de Rondon, no Pará. Lá foi preso e trazido para Imperatriz pelos agentes da delegacia de homicídios.

Valéria Cristina
Valéria Cristina
Acadêmica de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Membro da equipe de Jornalismo do Imperatriz Online e Mais Maranhão.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -
- Publicidade -

Mais Populares

- Publicidade -

Ultimos Comentários

× WhatsApp