23.1 C
Imperatriz
segunda-feira, abril 12, 2021
Início Estado Ex-delegado que recebeu propina é condenado

Ex-delegado que recebeu propina é condenado

O ex-delegado Tiago Bardal foi condenado a quase 11 anos de prisão por exigir pagamento de propinas utilizando-se do seu cargo público. Ele foi chefe da Superintendência Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil do Maranhão. A decisão saiu após a exoneração do ex-servidor público do seu cargo. Segundo apuração do “O Imparcial”, a determinação saiu no último dia 17 e a pena soma 10 anos e oito meses de prisão.

O recebimento de propina pelo ex-delegado foi descoberto após a prisão de um comerciante com caixas de cigarros clandestinos, em São Luís. As investigações do Ministério Público apontaram que o ex-delegado cobrou R$ 100 mil para liberar o homem preso, a caminhonete e a carga apreendida. A propina foi paga em duas parcelas de R$ 50 mil entregues no estacionamento de um supermercado da capital.

O MP também apontou a exigência de mais R$ 80 mil do comerciante entregues ao ex-delegado em oito parcelas de R$ 10 mil, também no estacionamento do supermercado. Bardal ainda foi condenado à perda do cargo público e ao pagamento de multa. Apesar disso, a Justiça permitiu que ele recorra da decisão em liberdade.

Ananda Portilho
Ananda Portilho
Bacharela em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão, em Imperatriz. É repórter e âncora no Imperatriz Online. Apaixonada por futebol, animais e boas histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

Ultimos Comentários

Ildeane Ramos do Nascimento on Caixa Econômica tem novo horário de atendimento
× Fale com a gente, agora!