33 C
Imperatriz
quarta-feira, junho 16, 2021
spot_imgspot_img
InícioEstadoEx-delegado que recebeu propina é condenado

Ex-delegado que recebeu propina é condenado

O ex-delegado Tiago Bardal foi condenado a quase 11 anos de prisão por exigir pagamento de propinas utilizando-se do seu cargo público. Ele foi chefe da Superintendência Estadual de Investigações Criminais da Polícia Civil do Maranhão. A decisão saiu após a exoneração do ex-servidor público do seu cargo. Segundo apuração do “O Imparcial”, a determinação saiu no último dia 17 e a pena soma 10 anos e oito meses de prisão.

O recebimento de propina pelo ex-delegado foi descoberto após a prisão de um comerciante com caixas de cigarros clandestinos, em São Luís. As investigações do Ministério Público apontaram que o ex-delegado cobrou R$ 100 mil para liberar o homem preso, a caminhonete e a carga apreendida. A propina foi paga em duas parcelas de R$ 50 mil entregues no estacionamento de um supermercado da capital.

O MP também apontou a exigência de mais R$ 80 mil do comerciante entregues ao ex-delegado em oito parcelas de R$ 10 mil, também no estacionamento do supermercado. Bardal ainda foi condenado à perda do cargo público e ao pagamento de multa. Apesar disso, a Justiça permitiu que ele recorra da decisão em liberdade.

Ananda Portilho
Bacharela em Comunicação Social/Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão, em Imperatriz. É repórter e âncora no Imperatriz Online. Apaixonada por futebol, animais e boas histórias.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -

Mais Populares

Ultimos Comentários

José Galvão on Quatro feridos em tiroteio
Jaciane oliveira de Sousa on Casamento comunitário será online
Pablo Nascimento Cortez Moreira on Professor Frazão morre por complicações de covid-19
Ildeane Ramos do Nascimento on Caixa Econômica tem novo horário de atendimento
× Fale com a gente, agora!