Já está valendo. A Caixa Econômica Federal (CEF) liberou o calendário de saques do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Os saques de R$ 500 começaram no dia 13 de setembro para quem têm conta poupança na Caixa e a partir de 18 de outubro para quem não é correntista.

De acordo com o governo, o saque pode ser feito de todas as contas do FGTS que o trabalhador possuir. Sejam de contas ativas (emprego atual) ou de contas inativas (empregos anteriores).

O governo informou que quem tem conta poupança na Caixa, o depósito será feito automaticamente.

Calendário para quem tem conta poupança na Caixa

Aniversário em janeiro, fevereiro, março e abril: 13 de setembro de 2019.

Aniversário em maio, junho, julho e agosto: 27 de setembro de 2019.

Aniversário em setembro, outubro, novembro e dezembro: 9 de outubro de 2019.

Calendário para quem não tem conta na Caixa

Aniversário em janeiro: 18 de outubro de 2019.

Aniversário em fevereiro: 25 de outubro de 2019.

Aniversário em março: 8 de novembro de 2019.

Aniversário em abril: 22 de novembro de 2019

Aniversário em maio: 6 de dezembro de 2019.

Aniversário em junho: 18 de dezembro de 2019.
Aniversário em julho: 10 de janeiro de 2020.

Aniversário em agosto: 17 de janeiro de 2020.

Aniversário em setembro: 24 de janeiro de 2020.

Aniversário em outubro: 7 de fevereiro de 2020.

Aniversário em novembro: 14 de fevereiro de 2020.

Aniversário em dezembro: 6 de março de 2020.

Saque Imediato

O trabalhador que tiver o Cartão Cidadão pode fazer o saque nos caixas eletrônicos. Os saques de menos de R$ 100 poderão ser feitos em casas lotéricas, com apresentação de carteira de identidade e número do CPF.
É importante ressaltar que o trabalhador que retirar o dinheiro vai continuar a ter direito à retirada integral do valor do FGTS em caso de demissão sem justa causa, além da multa de 40% sobre o valor total.

Como consultar o valor disponível do FGTS?

A consulta pode ser feita através do site da Caixa Econômica Federal . Basta cadastrar uma senha, tendo em mãos o número do NIS ou PIS. Esses números podem ser encontrados no Cartão do Cidadão, na Carteira de Trabalho, extrato impresso do FGTS ou no site Meu INSS.
Depois de informar o número, é só clicar em “cadastrar senha”, preencher os dados e fazer login para acessar a conta. O site então mostrará informações sobre todas as contas do FGTS que o trabalhador já teve. É possível ver também as contas que já tiveram saques efetuados (Em “extrato completo”).
Com a mesma senha, é possível fazer a consulta através do aplicativo do FGTS, disponível para celulares Android ou iOS. Também é possível se cadastrar (no site ou aplicativo) para receber as informações por SMS ou e-mail, mensalmente. Também é possível solicitar a informação por meio de um extrato impresso recebido a cada dois meses na residência do trabalhador.
Outra forma de consultar é indo numa agência da Caixa Federal e apresentar documentos oficiais como RG, CPF ou carteira de trabalho.

 

Fonte: http://www.caixa.gov.br/beneficios-trabalhador/fgts/saque-FGTS/Paginas/default.aspx

Carregar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Mais

Mega Sena acumulada irá pagar R$ 50 milhões para quem acertar as seis dezenas

O último concurso da Mega Sena realizado na noite deste sábado (30) em São Paulo (SP)  foi…