No Dia da Indústria, saiba mais sobre a Unidade Imperatriz da Suzano

A presença da companhia na cidade contribuiu com um aumento de 71% no PIB per capita

Texto: Ascom

 

Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, comemora o Dia da Indústria nesse sábado (25). A nova companhia já nasceu com capacidade de produção de 11 milhões de toneladas de celulose de mercado e de 1,4 milhão de toneladas de papel por ano. Com 11 fábricas distribuídas pelo País e cerca de 37 mil colaboradores diretos e indiretos, a companhia tem forte presença global e vendas para mais de 80 países e exportações de R$ 26 bilhões ao ano.

Em Imperatriz, no Maranhão, a fábrica inaugurada em 2014 tem capacidade de produção de 1,65 milhão de toneladas de celulose por ano e 60 mil toneladas de papéis sanitários. Desde que a Suzano chegou à região, já contribuiu com um aumento de 71% no PIB per capita da cidade, além de promover o aumento nas exportações no município, fazendo com que Imperatriz ocupe atualmente a 59ª posição entre os municípios que mais exportam no País.

Em 2017, a unidade Imperatriz deu início às operações da fábrica de produção de papéis sanitários (tissue), tornando-se a maior desse segmento no Maranhão, e já atingiu recordes em produção diária de folha simples, produção diária de folha dupla e atingimento de velocidade. Responsável pela produção de marcas como Mimmo®, Le Blanc®, Max Pure® e Scala®, entre outras, atualmente a empresa ocupa a posição de líder do segmento de papéis higiênicos no Norte-Nordeste em volume e representa cerca de 20% de participação no mercado total da região.

Na Unidade, são aproximadamente 5.100 empregos gerados direta e indiretamente, englobando as operações industriais e florestais, o que contribui com a posição do município em terceiro lugar entre as cidades com melhores condições de emprego no Estado. “Nós temos o compromisso de fomentar cada vez mais com o desenvolvimento social e econômico da região. Além das oportunidades na Suzano, oferecemos cursos de formação que contribuem com a mão de obra qualificada da comunidade”, afirma José Ventura, gerente executivo industrial da Suzano no Maranhão.

Também sobre o desenvolvimento da economia regional, a empresa contratou, em 2018, aproximadamente 400 fornecedores locais, com movimentação de mais de R$850 milhões neste ano. E, assim como faz parte da tradição da Suzano, a Unidade Imperatriz, em cinco anos de operação, já recebeu mais de US$ 3 bilhões em investimentos sempre com foco em tecnologia e inovação.

Em julho do ano passado a Suzano foi vencedora do leilão de uma área de 53.545 m2 no Porto do Itaqui, localizado em São Luís, e tem contrato de 25 anos prorrogável por até 70 anos. São previstos R$ 214,873 milhões em investimentos na área e incluem um desvio ferroviário e um acesso marítimo por meio do berço 99 do porto, que tem como objetivo viabilizar a manobra de navios com até 225 metros de comprimento, considerando todas as variáveis que influenciam como a maré e as correntes marítimas peculiares naquela região.

Carregar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais

Saiba como se credenciar para a 19ª Fecoimp

Saiba como se credenciar para a 19ª Fecoimp Para quem recebeu cortesia, credencial ou àque…