Desobediência às leis de trânsito já é a segunda causa de acidentes do país nas rodovias federais

Aprimoramento e educação de condutores são as melhores opções para melhorar o trânsito, diz especialista

Texto: Lucio Agberto

A desobediência às leis de trânsito já é a segunda maior causa de acidentes no país. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), de janeiro a setembro deste ano, este fator foi responsável por 515 mortes nas rodovias federais, atrás somente da desatenção ao volante.

Somados a algumas infrações habituais, esses dois motivos têm contribuído com o cenário trágico no trânsito brasileiro: faróis baixos nas estradas, ultrapassagem pela faixa contínua, transitar com o veículo em cima da faixa e do acostamento ao mesmo tempo, falta de indicação com a seta, uso de celular ao volante, excesso de velocidade, entre outros. Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a probabilidade de um pedestre sobreviver a um atropelamento ocasionado por um motorista que trafega a 64 km/h é 80% menor do que a de um atingido por veículo que trafega com a metade desta velocidade.

O Ministério das Cidades anunciou recentemente o Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans), visando reduzir pela metade o número de acidentes de trânsito em um período de 10 anos. Embora o planejamento a longo prazo seja uma alternativa, para tornar o trânsito mais seguro em um cenário mais próximo, a educação e o aprimoramento dos condutores são fatores fundamentais. É o que defende a especialista em educação digital e Diretora de Produtos da Procondutor, Claudia de Moraes.

“Já existem várias tecnologias que têm auxiliado na formação de condutores e também a aprimorar o conhecimento de quem já dirige. É o caso das salas multimídia como apoio pedagógico nas aulas teóricas de obtenção da primeira CNH, com conteúdos que ajudam os alunos a terem melhor aproveitamento nos estudos, seja por meio de vídeos, infográficos ou simulados, que tornam o aprendizado mais interessante e fácil de assimilar. Outro exemplo está no ensino a distância (EAD), que tem se tornado um método poderoso em cursos de reciclagem para condutores infratores, fazendo com que as pessoas tenham mais consciência e tornem o trânsito mais seguro ao resgatar sua habilitação”, sugere a especialista.

  • Você sabe o que é o Maio Amarelo?

    Você sabe o que é o Maio Amarelo? Texto: Maio Amarelo   O Movimento Maio Amarelo nasc…
Carregar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Veja Mais

Diretores do Grupo Matsuda recebem homenagem em visita ao Hospital Regional do Câncer no Maranhão

Os Diretores do Grupo Matsuda, Aline e Leonardo Matsuda e Alamir Francisco da Silva, visit…