O poeta ocupa agora a Cadeira 20 que pertencia ao acadêmico Adalberto Franklin.

Ribamar Silva assina o termo de posse

Em solenidade que contou com as presenças de personalidades políticas e literárias, foi empossado na noite da última sexta-feira (6), na Academia Imperatrizense de Letras – AIL, o professor e poeta Ribamar Silva, eleito no último dia 31 de agosto. Ele ocupa, agora, a Cadeira 20 que pertencia ao acadêmico, editor, historiador, jornalista Adalberto Franklin. O poeta Ribamar Silva recebeu a saudação do acadêmico Padre Cícero Marcelino, que foi seu colega de seminário. Também usaram da palavra para saudar o novo acadêmico, o presidente da AIL, Trajano Neto, o vereador Adhemar Freitas, que representou a Câmara Municipal, e o deputado Marco Aurélio, representando a Assembleia Legislativa.

Ribamar Silva recebendo o capelo das acadêmicas Edna Ventura, Liratelma Cerqueira e Adriana Moulin. (Fotos: Livaldo Fregona)

Após receber o certificado das mãos do presidente Trajano Neto e o capelo das mãos das acadêmicas Liratelma Cerqueira, Edna Ventura e Adriana Moulin, Ribamar Silva fez emocionante discurso, começando por saudar sua família biológica e a família que ele considera ter sido adotado, a família do saudoso acadêmico Adalberto Franklin.   “Utilizo este momento inicial para agradecer aos membros da AIL por terem acolhido minha candidatura de maneira tão simpática e calorosa, aceitando-me como um de seus pares, como um companheiro neste sodalício, o que para mim, é uma grande honra”, afirmou o poeta da tribuna da Casa. Ribamar Silva continuou ressaltando que, “se estivessem aqui fisicamente, estariam muito felizes, meu eterno mestre, o professor Vito Milesi, o poeta Benedito Batista, a historiadora Edelvira Marques, o poeta Ribamar Fiquene, o professor João Renôr, o jornalista Adalberto Franklin, companheiro de venturas e desventuras Literárias”.  

O poeta observou que, “tenho consciência que não é tarefa simples ocupar a Cadeira 20, que tem como fundador, Adalberto Franklin, e como patrono Dunshee de Abranches”, disse Ribamar Silva, acrescentando, “Adalberto Franklin dedicou toda sua vida à cultura do texto, seja como jornalista, como pesquisador, historiador e editor”. “Asseguro a minhas confreiras e confrades, que farei tudo o que for possível para contribuir com a Academia, de forma que ela continue a desempenhar seu importante papel na cidade de Imperatriz e na região sul do Maranhão”, concluiu Ribamar Silva, sendo bastante aplaudido e cumprimentado por todos os presentes.

Por: Domingos Cezar

Carregar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja Mais

Saiba como se credenciar para a 19ª Fecoimp

Saiba como se credenciar para a 19ª Fecoimp Para quem recebeu cortesia, credencial ou àque…